Acontece em Curitiba

Contribuinte pode doar até 6% do imposto de renda

Publicado por em 04/12/2018 às 18h03

No fim do ano ações de solidariedade se espalham pelo País. Uma possibilidade ainda pouco utilizada pela população é a destinação de parte do Imposto de Renda (IR) para projetos sociais. Até o dia 28 de dezembro, os contribuintes podem doar até 6% do IR devido para este fim.

Na prática, o contribuinte doa agora, mas consegue fazer a restituição do montante (ou o abatimento do valor, caso tenha imposto a pagar) na hora da declaração do imposto de renda (entre março e abril do ano seguinte).

“Ou seja, é um valor que de qualquer maneira a pessoa teria que pagar à Receita Federal, mas assim não teria como saber como o valor seria aplicado. Ao redirecionar a contribuição para instituições sociais, ela pode escolher um projeto de sua cidade ou em que confia e faz a diferença”, explica o gerente de marketing e parcerias da Rede Marista de Solidariedade, Rodolfo Schneider.

Schneider explica ainda que não há risco do contribuinte cair na malha fina, pois a operação é simples e muito transparente. “Fazendo a doação para a instituição escolhida, a população tem como acompanhar durante o ano como essa organização utiliza seus recursos, em quais ações aplica o valor arrecadado e quem são os beneficiados. É uma participação importante como cidadão a respeito do destino do seu dinheiro”, avalia.

Nesta modalidade, a doção de até 6% do imposto de renda devido é válida para os contribuintes que declaram o imposto de renda pelo modelo completo. Segundo dados da Receita Federal, menos de 3% das pessoas que poderiam fazer essa doação fazem o redirecionamento do montante para projetos sociais.

“São muitos recursos que poderiam impactar positivamente na vida de projetos que ajudam a melhorar a vida de muitas pessoas”, reflete o especialista.

Exemplo

Um dos projetos que podem receber os recursos do 6% do imposto de renda é o Conviver Marista, que atende a mais de 2.300 crianças e adolescentes em projetos no contraturno escolar. As unidades funcionam nas cidades de Curitiba, Fazenda Rio Grande, Itapejara e Guaraqueçaba. “Esses centros ficam localizados em comunidades em situação de vulnerabilidade social e atendem famílias abaixo da linha da pobreza. Sendo assim, tornam-se importantes espaços de desenvolvimento e de protagonismo de crianças e adolescentes que conseguem prospectar objetivos e projetos de vida”, comenta o coordenador do projeto, Glaucio Motta.

Como doar

Acesse o site do Fundo da Infância e da Adolescência (link), escolha a instituição, defina o valor do seu aporte e a data de vencimento (que não pode ser superior a 28/12). Para descobrir o seu potencial de doação, uma dica é pegar o recibo da declaração do ano anterior e fazer o cálculo de 6% com base no valor do imposto devido.

Após o pagamento do boleto, guarde o comprovante para ser usado na Declaração do Imposto de Renda de 2019.

Mais informações acesse www.impostosolidario.org.br.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categoria: Notícias
Tags: Contribuinte, Doação, Imposto de renda, Projetos sociais

Enviar comentário

voltar para Acontece em Curitiba

left show tsN fwR fsN|left tsN fwR|left show fwR tsN bsd b01s|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase tsN fwR bsd b01|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 fwB|tsN normalcase fwR bsd b01|normalcase fwR c05|content-inner||