Acontece em Curitiba

Crise Hídrica no Brasil

Publicado por em 21/03/2018 às 15h09

Crise Hídrica

Há muito tempo não se falava em crise hídrica no Brasil, porém nos últimos anos este fato tornou-se relevante em especial em estados onde o fenômeno está acompanhado de falta de investimento e planejamento urbano.

Veio a memória uma música da década de 80 de Guilherme Arantes: Terra Planeta Água, e em um dos seus versos “água que nasce na fonte”... Esse será o motivo da nossa discussão sobre a água. Quando falamos de água que nasce na fonte, remete um olhar nas nascentes dos rios, nas vertentes de água, no lençol freático, nos aquíferos e nos rios que formam as grandes Bacias Hidrográficas. Neste cenário vem a pergunta: Estamos criando projetos e planejando as nossas cidades para a proteção da água que nasce da fonte? Não, muito pouco está sendo feito. O Governo Federal criou a ANA – Agência Nacional da Águas com o objetivo de monitorar as Bacias Hidrográficas do todo o Brasil e avaliar a qualidade da água, o que pouco está sendo feito, visto que, há poucos recursos, ausência de profissionais técnicos adequados e em especial projetos em programas que venham ao encontro da proteção dos recursos hídricos.

Desde que foi criado o Código Florestal Brasileiro Lei nº 4.771 na década de 60, século passado, não há respeito às margens dos rios e a proteção das nascentes, isso é lei, deveria ser cuidado e aplicado sansões penais a quem descumprisse essas medidas. No entanto, não é o que se vê, para a proteção da água temos que cuidar da floresta, nas matas, manter o ecossistema equilibrado, sob a ameaça futura, não da disponibilização da água, mas a falta de água de qualidade. Ano a ano os custos para tratar a água vem encarecendo e a abundância de água tão invejada por outros países em relação ao Brasil, vem diminuindo e encarecendo.

Neste sentido quero apresentar algo que leve a reflexão de todos os cidadãos para que possamos também evitar o desperdício, com banhos mais curtos, economia e uso racional da água para que a mesma não venha a faltar ou para que somente quem tiver recursos poderá ter acesso a ela. Um exemplo que devemos levar em consideração:

O corpo humano possui cerca de 70% de água, distribuídos desta forma: cérebro 75%, pulmão 86%, fígado 86%, coração 75%, sangue 81%, músculos 75%. Percebe-se que dependemos muito da água para a nossa própria sobrevivência. Você pode ficar 30 dias sem comer nenhum alimento, desde que consuma água, você não vai morrer, agora se ficar 5 dias sem beber água você morre.

Por isso, e ainda muitas informações que poderiam ser mencionadas é que devemos ter um olhar de proteção aos recursos hídricos para a manutenção da vida e, todas às formas de vida no planeta. E vai uma sugestão: escutem a música: Terra Planeta Água de Guilherme Arantes.

Autor: Prof. Rodrigo Berté, Diretor da Escola Superior de Biociências do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categoria: Notícias
Tags: Brasil, Crise Hídrica, investimento, Planejamento

Enviar comentário

voltar para Acontece em Curitiba

left show tsN fwR fsN|left tsN fwR|left show fwR tsN bsd b01s|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase tsN fwR bsd b01|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 fwB|tsN normalcase fwR bsd b01|normalcase fwR c05|content-inner||