Acontece em Curitiba

Etanol de milho

Publicado por em 17/09/2018 às 13h27

Representantes da cadeia produtiva, associações e pesquisadores analisaram as tendências e o futuro dessa atividade com alto potencial de desenvolvimento no país.

Participantes do TECO Brasil seguem otimistas com o etanol de milho

Terminou no último dia 12 de setembro a segunda edição do encontro de Etanol Combustível (TECO), realizado na cidade de Cuiabá (MT), com a presença de mais de 250 participantes, que conferiram temas relacionados à perspectiva de um futuro global para o Etanol.

Thomas Schröder, vice-presidente de Biorefining da Novozymes, reforçou que “a expectativa é que a demanda de etanol mundial dobre até 2030. Mesmo com a expectativa mais agressiva de eletrificação, a maior parte dos carros ainda vai trabalhar com a mecânica de combustão nos próximos 30 anos”, exemplificou. Essa perspectiva vem como uma excelente mensagem aos produtores de etanol, que têm acompanhado a crescente popularidade do automóvel elétrico.

O evento contou ainda com a participação de Dave Vandergriend, CEO da ICM Inc, Ricardo Tomczyk, presidente executivo da UNEM – União Nacional do Etanol de Milho, Glauco Monte, diretor de commodities da INTL – FCStone e William Yassumoto, head of commercial biorefining da Novozymes Latin America, John Kwik, da FQPT e o Prof. Dr. Marcos Fava Neves (USP/EAESP/FGV), especialista em Planejamento Estratégico no Agronegócio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categoria: Negócios
Tags: Etanol de milho, TECO Brasil

Enviar comentário

voltar para Acontece em Curitiba

left show tsN fwR fsN|left tsN fwR|left show fwR tsN bsd b01s|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase tsN fwR bsd b01|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 fwB|tsN normalcase fwR bsd b01|normalcase fwR c05|content-inner||