Acontece em Curitiba

Venda de imóveis em Curitiba

Publicado por em 17/10/2018 às 20h16

Venda de imóveis em Curitiba

Os dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), do Secovi-PR, mostram que o mercado imobiliário da capital paranaense está mais otimista. O reflexo disso, por exemplo, é a diminuição na oferta de terrenos, que apresentou queda de 2,2% em setembro em relação ao mês anterior.

De acordo com presidente do Inpespar, Jean Michel Galiano, a combinação de uma taxa de juros menor, um aumento de consumo são importantes sinalizações de que o mercado começa a se movimentar e se reconstruir novamente. “A diminuição na oferta de terrenos mostra que as construtoras e incorporadoras estão se preparando para lançar novos empreendimentos no mercado da capital. A aquisição desses terrenos mostra essa preparação e um aumento do otimismo e também não podemos esquecer que os imóveis são investimentos de médio e longo prazos e logo começaremos a ver esses resultados”, explica.

No caso dos imóveis residenciais também houve queda de 3,2% em relação à agosto e aumento de 1,9% com setembro do ano passado. Entre os imóveis comerciais, aumento de 0,2% na oferta em relação à agosto e queda de 3,9% com o mesmo mês do ano passado. “Em setembro, por exemplo, tivemos cerca de 700 imóveis residenciais vendidos, um aumento de 23,9% em relação a setembro de 2017, o que deixa o mercado um pouco mais confiante”, complementa.

Mercado de Locação continua aquecido

Nos últimos 12 meses a variação dos preços dos imóveis residenciais para locação foi positiva na maior parte das praças pesquisadas. Em Curitiba, a valorização alcançou 3,83%. “De modo geral, nosso estudo comparativo mostrou valorizações mais substanciais para as kitinentes, casas de alvenaria com dois dormitórios e os sobrados, principalmente, imóveis que foram reformados e mobiliados”, explica Galiano.

Mercado continua aquecido

O número de imóveis residenciais ofertados em setembro demonstra queda de 18,8% em comparação com setembro do ano passado, o que demonstra que o mercado de locação residencial continua aquecido. No setor comercial a queda também está destacada, representando 3,6% nos últimos 12 meses.

O índice de Locação sobre Oferta (LSO) dos imóveis residenciais foi de 14%, destacando queda de 0,9pps (pontos percentuais) em relação ao mês anterior e aumento de 3,5pps com setembro de 2017. O trimestre de 2018 teve aumento de 3,9pps comparado com o mesmo período de 2017 e de 4,2pps com 2016. No caso dos imóveis comerciais, o LSO foi de 5,1%, uma queda de 0,5pp em relação ao mês anterior e aumento de 0,6pp com setembro do ano passado. O trimestre de 2018 comparado com o de 2017 apresentou aumento de 0,5pps e na comparação com 2016 teve aumento de 0,2pps.

Por fim, a estimativa de negociação nos residenciais em setembro foi de 1.220 unidades, representando queda de 6% com relação ao mês anterior e aumento de 8,2% com relação a setembro de 2017. Um crescimento de 12% na média do trimestre desse ano com ano passado e em comparação com o mesmo período de 2016, aumento de 8,6%.

A estimativa de negociação nos comerciais em setembro foi de 306 unidades, um aumento de 8,1% com setembro de 2017.

Inadimplência continua em queda na capital

O índice de inadimplência em setembro foi de 2,1%, queda de 0,2pp comparado ao mês anterior e de 0,2 pp com setembro de 2017. Na média do trimestre, 2018 teve 0,1pps abaixo de 2017 e 0,6 acima de 2016.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categoria: Notícias
Tags: Consumidor, imóveis, Otimismo, Venda

Enviar comentário

voltar para Acontece em Curitiba

left show tsN fwR fsN|left tsN fwR|left show fwR tsN bsd b01s|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase tsN fwR bsd b01|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 fwB|tsN normalcase fwR bsd b01|normalcase fwR c05|content-inner||